Coming Up Sun 12:00 PM  AEDT
Coming Up Live in 
Live
Portuguese radio
SBS EM PORTUGUÊS

Portugal pondera declarar estado de emergência e recolher obrigatório noturno

COVID-19 testing in Germany. Source: Getty

Dizem os peritos que é preciso dominar o COVID-19 no tempo mais favorável do verão, para evitar que o inverno venha a ser pesadelo

Avaliação repetida pelos peritos: "É preciso dominar o COVID no tempo mais favorável do verão, para evitar que o inverno venha a ser pesadelo”.

Ou seja: há que se aproveitar o tempo quente do verão, manifestamente menos propício para que o vírus prospere, e aí, fazer tudo o possível para o exterminar. Se assim não for, o risco é o de no outono ter o contágio a disparar.

É o que está a acontecer em Portugal: o país somou neste sábado mais 2.153 novos casos de infeção com o novo coronavirus e mais 13 mortos, tudo em apenas 24 horas.

É o quarto dia consecutivo que Portugal tem mais de dois mil novos casos, após os 2.608 registados na sexta-feira.

O número de internados por COVID-19 nas enfermarias dos hospitais portugueses é agora de 1.014. O máximo que Portugal já teve foi a 16 de abril, quando estavam internadas 1.302 pessoas.

Nas Unidades de Cuidados Intensivos há 148 doentes graves, o número mais alto desde 2 de maio, quando eram 150 pacientes. O máximo, porém, data também de abril — no dia 7, havia 271 pessoas internadas nestas unidades de máximo cuidado clínico.

Em vigilância, há 52.543 pessoas que foram contactos de pessoas infectadas.

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 2.162 mortes e 98.055 casos de infeção, estando ativos 37.974 casos conhecidos.

O governo português decretou nesta semana o estado de calamidade e o Presidente da República inicia nesta segunda-feira contactos para avaliar se é necessário declarar estado de emergência com recolher obrigatório – opção muito provável, designadamente para evitar que milhares de jovens continuem a violar a proibição de ajuntamentos de mais de 5 pessoas.

É entre a população mais jovem que está a disparar o número de contágios em Portugal, tornando-se assim principal fonte de propagação do vírus. Muitos jovens estão assintomáticos, o que favorece a maléfica sensação de não ameaça do vírus. Mas também já há muitos jovens hospitalizados em Portugal por causa da COVID-19.

A Europa ultrapassou a inquietante fasquia de 150.000 casos diários de coronavírus nesta última sexta-feira. Há uma semana, o máximo tinha sido fixado em 100 mil casos diários de contágio. Em sete dias, esse indesejado recorde cresceu 50%, de 100 mil para 150 mil. 

O Reino Unido, França, Rússia, Holanda, Alemanha e Espanha foram responsáveis por cerca de metade dos novos casos da Europa esta semana.

O Reino Unido está a relatar uma média de sete dias com mais de 16 mil novos casos por dia, e introduziu restrições mais rigorosas em algumas áreas.

Em França, o presidente Emmanuel Macron ordenou que um terço da população francesa, designadamente a das principais cidades como Paris, Lille, Lyon e Marselha, fosse colocada sob recolher obrigatório noturno, entre as 21 horas e as 6 da manhã.

Espanha está com média diária de 10 mil contágios e 120 mortes por cada 24 horas.

Em Itália, também média de 10 mil contágios por dia e cerca de 50 mortes a cada 24 horas, média da semana finda.

A Alemanha comunicou novos recordes diários três vezes esta semana. Foram mais de 8 mil neste sábado. A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, pediu aos cidadãos para reduzirem ao estrictamente indispensável o número de contactos sociais e viagens.

Os cinco países mais massacrados pela pandemia na Europa são o Reino Unido (43.429 mortes desde fevereiro), Itália (36.427), Espanha (33.775), França (33.134) e Rússia (23.723), estes, números oficiais.

Em Portugal, no total, desde Março, 2162 pessoas já morreram e 95.902 ficaram infetadas. O grande sobressalto é o crescendo exponencial nas últimas semanas.

Siga-nos no FacebookTwitter e Instagram 

As pessoas na Austrália devem ficar pelo menos a um metro e meio de distância dos outros. Confira as restrições em seu estado aqui. 

Residentes na área metropolitana de Melbourne estão sujeitos às restrições do Estágio 4 e devem cumprir o toque de recolher entre 8h da noite até 5h da manhã. A lista completa de restrições está aqui. 

Se você  tem sintomas de resfriado ou de gripe, fique em casa e organize um teste ligando para o seu médico ou para a Linha Direta Nacional do Coronavírus no número 1800 020 080.

A SBS traz as últimas informações sobre o COVID-19 para as diversas comunidades na Austrália.

Notícias e informações estão disponíveis em 63 línguas no sbs.com.au/coronavirus

Coming up next

# TITLE RELEASED TIME MORE
Portugal pondera declarar estado de emergência e recolher obrigatório noturno 18/10/2020 06:21 ...
"A falta de informação está colocando muitos estudantes internacionais em situação de vulnerabiliade", diz brasileira líder de organização sem fins lucrativos 05/12/2020 10:42 ...
Visto partner mais acessível para casais na Austrália durante a pandemia 05/12/2020 02:40 ...
Brasileiro preso em Sydney diz que ex consentiu com publicação de imagens íntimas 05/12/2020 03:27 ...
Austrália anuncia novos incentivos de visto para estudantes internacionais 05/12/2020 05:52 ...
Novo folhetim no mercado de transferências em Portugal 05/12/2020 05:38 ...
‘Levamos o forró pé de serra para a Austrália e por onde passar' 05/12/2020 18:02 ...
A praticidade portuguesa premiada na Universidade de Sydney 03/12/2020 08:36 ...
Morreu Eduardo Lourenço, o sábio cosmopolita que correu o mundo a pensar Portugal e a Europa 02/12/2020 05:46 ...
Jovem jogador é demitido e vai parar na polícia por insinuar crime de abuso sexual 02/12/2020 10:54 ...
View More